sexta-feira, 30 de dezembro de 2011

TRAGÉDIA


Não dá para definir de outra forma o que está acontecendo aqui em Puerto Natales. Os chilenos são muito discretos, a vida continua, mas o luto está no ar. Até agora mais de 8.500 hectares forma consumidos pelo fogo, que está incontrolável e muito abastecido pelos fortes ventos. (Chegam à 100Km/h!!!). Existe falhas de autoridades em todas as partes. A evacuação está sendo feita sem nenhum planejamento. Conversei com um casal brasileiro que saiu do parque hoje cedo e disseram que vans estão fazendo leilão com assentos para deixar o parque. Você praticamente tem de pagar para ser evacuado. Não existe nenhum órgão governamental a cargo, praticamente terra de ninguém. Consequentemente os hotéis e hostels da cidade estão lotados. Transporte para deixar a cidade também. Algumas pessoas estão pagando caro por pacotes turísticos para El Calafate apenas para utilizarem o transporte privado para sair de Puerto Natales. O incêndio está tomando proporções gigantescas. Embora o último grande incêndio tenha atingido 15 mil hectares (corrigindo informação do outro post) em 2005, ele aconteceu em uma zona erma do parque e não afetou os circuitos clássicos de trekking (W, O e Q). As notícias que chegam hoje são difíceis de acreditar. O fogo agora avança por duas frentes. Segue ao Sul por todo o Lago Pehoe. Já atingiu o Campamento Las Carretas e está próximo da administração central do Parque. (!!!) A sede administrativa da CONAF deve estar em chamas no momento em que eu publico esse post. Ao leste o fogo avançou pelas margens do Lago Nordenskjöld. Destruiu o Refúgio Los Cuernos e cerca de uma hora e meia atrás estava atingindo o Hotel Las Torres (que era um empreendimento luxuoso, belíssimo). A tendência é subir o Vale Ascencio, o que significa o fim do circuito de trekking mais popular de Torres Del Paine. Todo o W se foi. TODO! O governo declarou o fechamento do parque por todo o mês de janeiro. Mas sabe-se que a trilha demorará anos até poder ser freqüentada novamente. É uma tragédia tão grande que não sabemos muito como falar. As pessoas estão quietas, cabisbaixas. Espera-se desesperadamente por chuva, mas o tempo está ensolarada, seco e com muito, mas muito, vento. Não há uma única nuvem no céu. Hoje de manhã podíamos ver a fumaça do parque pelo porto. Uma tristeza terrível. O clima é de uma impotência sem tamanho. Não há o que se possa fazer. Sabe-se que há 3 helicópteros trabalhando e cerca de 400 brigadistas no parque, mas o fogo está descontrolado e o tamanho das chamas é assustador. Hoje pela manhã um grupo de garotos aqui do hostel saiu para se juntar aos voluntários e ajudar no combate. Voltaram às 9h30. Foram dispensados. Não estão se responsabilizando por civis como voluntários. O perigo é altíssimo. Sabemos no entanto que nem todo o parque foi evacuado e que existem pessoas no setor norte ainda em trilha, e que nem tem conhecimento da proporção da tragédia. No comércio local o clima é de medo e incerteza. Toda a economia da cidade se baseia no turismo, mais especificamente no turismo do Parque. Hoje, às 14h, houve manifestação e buzinaço de guias turísticos e agentes de viagens, e da população local que desfilou com a bandeira de Magallaes nos carros. É difícil de acreditar que o maior cartão postal da Patagônia está sendo destruído bem embaixo dos nossos narizes e não há nada que possamos fazer. Eu, particularmente, sinto-me responsável de alguma forma por estar aqui testemunhando. Estou pelo menos tentando fornecer o máximo de informações online para outros viajantes. Espero que sirva de algo para alguém.

Abaixo um vídeo de um turista enquanto era evacuado do parque. O tamanho das chamas é impressionante!

4 comentários:

Bruno Albuquerque disse...

vc esta sendo super util adriana, eu to viajando dia 07/01 e chego na patagonia dia 26/01. acho q vou ser forçado infelizmente a evitar TDP :( que tragedia dantesca esse incendio!!!

albertinho disse...

Descrição muito bacana de sua parte, pena que de um assunto tão triste...

Estive aí no começo de 2009 e considero TDP o lugar mais lindo que já estive. e ói que já dei uma boa rodada por aí..

Enfim, torçamos...

Força natureza!!!

Expedição Andando por aí... disse...

Muito triste mesmo, Adri. Estive por lá no início do ano e voltaríamos agora dia 15 de janeiro novamente... Também estou na luta e divulgação do descaso! E infelizmente a única coisa que posso dizer, mais uma vez: FORÇA CHILE!
http://www.expedicaoandandoporai.com/2011/12/queimada-no-parque-nacional-torres-del.html

Carlos José disse...

Adriana,Obrigado pelas notícias, infelizmente muito tristes. Vi o link pro seu blog no site dos Mochileiros, sugestão do seu irmão. Estivemos aí em novembro, por só dois dias vindo de El calafate, onde alugamos um carro. Como não tínhamos tempo, fizemos de carro o possível e voltamos dia 13. Mas vimos a beleza extrema das paisagens, os lagos azuis, de um azul especial. E ficamos um dia na Hosteria Las Torres e um na Lake Pehoe. É duro imaginar que toda aquela beleza esteja agora ardendo em chamas. Dá vontade de chiorar. Vc tem alguma notícia da Hosteria Lake Pehoe? É a mais antiga, ali estando desde 1967, tendo começado como apoio a pescadores. O pessoal lá é muito simpático, como aliás em todo Parque. E está confirmado que a Hosteria Las Torres teria queimado também? É uma tragédia de proporções gigantescas. Quem a causou deveria estar na cadeia. é um absurdo, com tantas áreas de apoio, alguém acampar fora das áreas p/ tal definidas. É de uma total falta de responsabilidade. Carlos José