segunda-feira, 5 de julho de 2010

QUATRO MESES

Acabou passando e eu nem dei muita atenção. Quatro meses. Quatro meses de estrada e agora cruzei oficialmente a metade da jornada. Às vezes dá uma canseira. Um desespero de acordar cada dia em um hotel diferente. Em Cavallion tivemos bed bugs. Eu saí ilesa, mas S parece que tem catapora agora. E eu sinto que perdi referências de muitas coisas. Já não lembro mais dos preços das coisas no Brasil, da rotina que eu tinha todos os dias. O último mês passei em lugares bem pequenos. Vilarejos, cidadezinhas. Passarinhos cantando na janela. Hoje, pensando em casa para escrever esse post, não conseguia lembrar da sensação de estar na 23 de Maio às 17h. Eu sei como é. Mas não lembro. Engraçado com a memória começa a mudar de cor. Mudar o tom, o tônus. Vou confessar que às vezes me dá um desânimo. Pensar que é só metade do caminho. Que ainda têm quatro outros meses pela frente. (um pouco menos, já que esse post está atrasado.) Passei por tanto. Congelei em Dublin, fiquei homeless, amei pessoas, dormi no deserto, aprendi uma língua, lembrei de outra, comi horrores, emagreci, fiquei doente, encontrei minha irmãzinha depois de 16 anos, encontrei uma prima perdida, encontrei... Podia até voltar para casa. Mas faltam coisas ainda. Coisas para decidir. Lugares para conhecer. E, principalmente, uma pessoa para encontrar. Falta ME encontrar. Eu me escapo, sempre que sinto que estou perto. Não dá para saber se vou conseguir me encontrar em mais quatro meses. Não sei se algum dia vou conseguir me encontrar. Mas continuo tentando. A proposta é ficar na jornada até outubro. Então ninguém desiste antes. Ninguém fica para trás. É só o meio do caminho. E eu ainda estava em busca de uma outra coisa. Eu ainda quero me apaixonar. Sim. Me apaixonei por alguns lugares, e um certo tanto de experiências. Mas quando se trata daquela paixão, aquela que a gente sabe qual é... Essa eu ainda não senti. Mas tudo bem. Ainda temos quatro meses para tentar.

Um comentário:

Vanessa disse...

Você tem a vida inteira para se apaixonar!!!! Sempre é possível!!! ;)