terça-feira, 22 de junho de 2010

FRENCH RIVIERA

A saída de Ventimiglia foi um pouco stressante. Ficamos quase meia hora, eu tentando discutir em italiano com um senhor mal educado da bilheteria da estação. Na Itália eles têm umas maquininhas automáticas para comprar bilhete de trem, o que é até confortável já que em toda estação as filas da bilheteria são kilometricas. Eu tentei várias vezes comprar nossas passagens para Nice, mas a máquina travava toda vez que ia finalizar a compra. Então eu fui até o guichê, e o tal do signore ficava insistindo que não dava para comprar na bilheteria, que nós devíamos comprar pela máquina automática. Nice é bem próxima, dá uma hora de trem. Você precisa pegar um trem de Ventimiglia até Montecarlo e depois mudar para um até Nice. Trens partem a cada meia hora para Montecarlo, mesmo assim, ninguém quer perder tempo esperando trem quando se está indo para a Riviera Francesa. Daí eu comecei a ficar nervosa. Explicava para o signore que a máquina estava quebrada e ele, “No, No, No.”. Ahhhhh! Vontade de matar um. Por precaução S. até ficou a uma distância segura. A idéia dele era de a gente entrar no trem sem comprar as passagens mesmo, e o fiscal nos abordasse pagaríamos a multa. Claro que ele só sugeriu isso de leve, e com o tamanho da minha rosnada ficou quietinho cuidando das mochilas até tudo ser resolvido. No final acabamos conseguindo comprar os bilhetes no guichê 3 minutos antes do trem partir. Corremos com todas as mochilas penduradas, eu ainda carregando um saco cheio de kiwis que S. comprou no sábado, porque ele adora kiwis, então agora a gente tem de carregar esse saco enorme de kiwi para cima e para baixo.Mas ninguém está reclamando não. Eu carrego o saco de kiwi, e ele carrega minha mala extra, então eu acho que é uma troca justa. A viagem de trem é rápida, mas maravilhosa. O trem vai cortando as montanhas e, a cada curva, vão se desdobrando baías de mar hiper azul, rochas com mansões encrustadas. E vai caindo a ficha de que eu estou na Riviera Francesa. Toda a lenda, o charme, tudo tem mesmo um porque. Acho que essa é uma das regiões mais lindas do mundo. O Mediterrâneo deslumbrante aos nossos pés. O Sol lindo e puro no céu. O Verão chegando exatamente hoje na Europa. Não sei se esse vai ser o ponto alto da minha viagem, mas com certeza vai ser o mais hedonista. Aliás, vou encerrar por aqui. Tem uma praia maravilhosa aqui do lado, e um gatinho de olhos azuis me esperando.

Um comentário:

Vanessa disse...

Comecei a ler seu post e ri demais, pq tive tantos problemas com trens na Itália e com esses signores mal-educados que até hoje sou traumatizada de trem. Se alguém me propor viajar de trem na Itália eu combino de encontrar no destino... a pessoa vai de trem e eu arrumo qq outro método... nem se for para ir de carona!!! rsrs
Curta a Riviera pq é linda mesmo... só não tente entrar na água sem aquele sapatinhos de plástico especiais.. a praia é de pedras que permite este azul único da Riviera, mas como toda a pedra é lisa... eu brasileira me achando a malandrona entrei sem o suposto acessório e pensei "esses babacas com esse sapatinho ridiculo, vou la!"... Ok só sai engatinhando da água... com meu biquini brasileiro e de quatro!!! Vexame!!! rs