domingo, 13 de junho de 2010

POST IT

Sabe que Shakespeare nunca saiu da Inglaterra. Mesmo assim a maior parte de suas peças se passam fora de lá. Verona é cenário de, talvez, uma de suas peças mais famosas (não sei se Hamlet é a mais famosa...), “Romeu e Julieta”! A história dos dois adolescentes apaixonados que se matam por amor. E a cidade tem cara de peça de Shakespeare. Só que com um monte de turistas. Um MOOONTE! A arena é toda charmosinha (cá entre nós, achei mais charmosa que o Coliseu!!!) e estavam montando o cenário para uma série de óperas dirigidas pelo Franco Zeffirelli que vão estreiar dia 18. Achei tão chic. Assistir “Aida” na Arena de Verona, com esse céu absurdo daqui... Hoje eram 21h e ainda estava claro. Muito calor, quase não dá para andar na rua. Fiquei até tarde ontem com os nigerianos assitindo futebol e conversando em um bar onde todo mundo que trabalhava era brasileiro. Engraçado isso. Onde vou descubro um barman brasileiro. Eles são os melhores. Te dão dicas da cidade, te contam quais as roubadas, o que vale a pena. E te dão drinks de graça. Ajuda a matar as saudades que têm estado tão grandes. Fiquei 45 minutos com a minha avó hoje no telefone. Ela chorava toda vez que dizia que sentia saudades, tadinha. Tem esse lado que é tão difícil também. Para os dois lados. Hoje fiquei o dia no meu quarto. Conversei um monte, com um monte de gente. Respondi alguns emails, trabalhei. Vou dar uma geral na mala agora. E fiz pesquisas para idéias do que fazer daqui para frente. Realmente a vida é muito sábia. Achei a melhor opção de todas e estou extasiada. Ainda bem que meu curso foi cancelado, porque quero bem mais fazer isso agora do que queria fazer o curso. Só esperar para ver se dá certo agora. Coisinha bonitinha que achei aqui de Verona. Ontem fui na Casa da Julieta. A gente sabe que é de mentirinha, e que se nem Shakespeare esteve aqui, imagine seus personagens de ficção. Mas a vida não tem graça se a gente não liga o faz de conta de vez em quando e entra na brincadeira. O museu da Julieta em si não tem muita graça. Meio vaziozão, com algumas peças de cenários usados em montagens e filmes da peça. Um balcãozinho que todo mundo se debruça e chama por Romeu. E uma estátua de bronze de Julieta, onde sempre tem um engraçadinho tirando foto apalpando os seios da moçoila. Mas o que me derreteu, e me trouxe lágrimas aos olhos, foi o túnel de passagem na entrada da casa. Todo coberto com bilhetinhos e post its e declarações de amor em todas as línguas e do mundo inteiro. Impossível ficar cético em frente disso. Sentei em frente, fiquei olhando para cima. Legal que post it é um negócio que a gente usa para deixar lembrete. Para não esquecer de coisas importantes. Fiquei imaginando os milhões de batimentos cardíacos que continham aqueles bilhetes. Tem tanta gente amando no mundo. Parece que Verona existe só para nos lembrar disso.


2 comentários:

Vanessa disse...

E vc viu tudo isso em pleno dia 12 de junho... dia dos namorados!!! Para vc que gosta de identificar os sinais... acho que ele estava "piscando" para vc!!! ;)

Ana Carolina Avilez disse...

Me achou lá nos post it? rsrs :)
Bjos
Delícia te ler sempre!